Vejam a impressionante produção e edição de um vídeo que corre nas redes do professor Maciel de Recife.

Como exemplo de nossa tese de que estamos destorcendo, ou desfazendo a torção barroquista de que somos cultores desde o século XVI, quando adoramos pensar por dilogias e paradoxos. Quanto mais o esquerdismo barroquista fazem tudo para torcer e distorcer a realidade, mais ironias se constroem espontaneamente nas redes sociais. Quer ver um exemplo de paroxismo de contradições? Vejam esta lista de atributos de Bolsonaro:

JB17

– O assassino que nunca matou ninguém;

– O primeiro ditador que sempre exerceu cargo eletivo;

– O homofóbico que recebe beijos e abraços de homossexuais;

– O Nazista que empunha a Bandeira de Israel, que defende e dá palestra na comunidade Judaica e é ovacionado;

– O racista que tem um negro como um dos melhores amigos há vários anos (Helio Negão) e o seu sogro, Paulo, é negro também;

– O violento que levou purpurina, ovos, cuspe na cara e por fim, uma facada no abdome… e nunca reagiu nem agrediu ninguém fisicamente;

– O mentiroso que só fala as verdades que doem;

– O louco que defende que Bandido seja tratado como bandido;

– O estuprador que é contra o estupro e aborto;

– O radical que defende que o cidadão tenha o direito de defender sua família e propriedade;

– O burro que, inteligentemente, admite quando não entende de determinado assunto;

– O único corrupto que não tem processo de corrupção nenhum contra si em 27 anos atuando no ambiente mais corrupto do mundo;

– O candidato dos ricos que fez uma das campanhas mais pobres da história;

– O milionário que tem 5 imóveis;

– O político mais burro, pois anuncia seus principais ministros ao povo antes mesmo do fim do primeiro turno, não deixando margem para negociatas no segundo turno;

– O prepotente que ousa dizer que não negocia cargos com partidos em troca de tempo de TV.

Este é Jair Bolsonaro!

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.