Desta vez, Leandro Ruschel vem a público defender a versão da “Contrarrevolução de 64” a ser lançada pelo Brasil Paralelo em 31 de março deste ano, contra o ataque da grande imprensa tendenciosa e esquerdista que se opõe e sabota o novo governo e sua maioria de cidadãos eleitores. Sobretudo O Globo, autor da matéria difamando o Brasil Paralelo que cometeu a suprema desonestidade intelectual de fazer uma autocrítica em 2013 ao apoio dado pelo seu fundador e editor-chefe Roberto Marinho à Contrarrevolução de 64, e passados 10 anos de sua morte, ou seja, sem direito a defesa.

A rede de canais de informação independentes do marxismo cultural da grande mídia cresce a olhos vistos e na proporção em que caem os assinantes da grande imprensa com a perda de sua credibilidade. Só aqui na Voz do Cidadão acompanhamos os trabalhos de Leandro Ruschel, Nando Moura, Bernardo Künster, Paula Marisa, Bruno Garshagen, Arthur do Val do Mamãe Falei, Joice Hasselmann, Bia Kicis, Carla Zambelli do Movimento Nas Ruas, Alexandre Borges, Nivaldo Cordeiro, Luiz Felipe Pondé, Diego Casagrande, Diogo Costa do Ordem Livre, para além de grandes canais alternativos à grande mídia de ex-jornalistas ou jornalistas  independentes como Painel WW de William Waack, Os Antagonistas de Diogo Mainardi e Mario Sabino, Kim Kataguiri e Renan Santos do MBL News, Brasil Paralelo News, o Terça Livre de Allan Santos e Ítalo Lorenzon, O Morning Show de Felipe Moura Brasil, O Vespeiro de Fernão Lara Mesquita e tantos outros que já somam mais seguidores do que o total de assinantes da grande imprensa.Veja o comentário e compartilhe!

Deixe uma resposta