Veja você na edição de hoje, 25/01/19, dois artigos de jornalistas enviesados defendendo o “perseguido” e renunciante deputado federal Jean Wyllys contra a “derrota” da democracia do governo Bolsonaro, na versão da retorcida Flavia Oliveira, e as “ameaças” à democracia, artigo do parcialíssimo Bernardo Mello Franco. Para defender o ex-BBB ativista LGBT, travestido de deputado federal Jean Wyllys, ambos barroquistas se esmeram na retórica da farsa de travestir um presidente legitimamente eleito em ditador.

Está demais! A irresponsabilidade editorial dos jornalistas militantes esquerdistas não estão nem aí se O Globo vai perder o resto da credibilidade que ainda tem!  Pois centenas de canais nas redes sociais com milhões de seguidores estão em posição exatamente oposta! Está beirando o ridículo! Vejam por exemplo o que fala Nando Moura cujo canal arrasta mais de meio milhão de seguidores. E façam sua própria avaliação!

Deixe uma resposta