"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

Manifestações hoje pedem políticas contra corrupção

Hoje, 31 de maio, é dia de dezenas de manifestações em todo o país, para pedir um basta à violência, repudiar a corrupção e a impunidade e exigir das autoridades programas de políticas públicas eficientes para resolver problemas nas áreas de saúde, educação e habitação. Elas acontecerão a partir das 18 horas no Rio de Janeiro (Candelária) e em outros estados, como São Paulo (Bauru – Av. Getúlio Vargas), Minas Gerais (praça governador Valadares), Sergipe (Aracaju – calçadão da Treze de Julho) e Goiás (Goiânia – Praça Cívica). Está marcada até uma manifestação fora do país, em frente ao consulado brasileiro na cidade americana de Los Angeles.

O apoio dos cidadãos a essas manifestações é de fundamental importância, no sentido de demonstrar a políticos e autoridades que a não só a sociedade civil organizada está atenta, mas também que a sociedade como um todo está insatisfeita e buscando alternativas institucionais para transformação de nossa realidade.

Uma das entidades engajadas nessa luta é o Inesc – Instituto de Estudos Socioeconômicos, que tem trabalhado pela fiscalização do processo de tramitação da reforma política no Congresso. Iara Pietrikovski, do Inesc, tem acompanhado de perto, e inclusive já participou esta semana de duas reuniões da comissão geral da reforma política na câmara dos deputados, convocada de surpresa para ouvir em plenário ministros e representantes da sociedade. Também participaram entidades como OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Conselho da Mulher, AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros, a Articulação de Mulheres Brasileiras e a ABONG (Associação Brasileiras das Organizações Não Governamentais.

Apesar do pouco respaldo da mídia, essas entidades fizeram mostrar aos políticos que a sociedade exige uma reforma política que não se restrinja a uma simples reforma partidária ou eleitoral, e foi entregue oficialmente a plataforma de mudanças a serem votadas no projeto de lei 2679/2003. É este projeto de lei que será a base de emendas, estando no centro de toda essa discussão.

Vale lembrar aqui uma iniciativa de uma das entidades participantes dessas duas reuniões, a AMB, e que comentamos no final de fevereiro. A entidade lançou com sucesso a sua campanha pela reforma política. Baseada numa cartilha bem completa e neutra, a campanha visa informar aos cidadãos quais são os principais pontos discutidos par a reforma, e quais as vantagens e desvantagens de cada uma das propostas.

Inclusive, aqui na Voz do Cidadão, vocês podem baixar a íntegra da cartilha “Reforma Política: conhecendo você pode ser o juiz desta questão”, da AMB. Participe desta discussão sobre essa mais que urgente reforma política que nossos políticos teimam em adiar cada vez mais.

Acessem e participem das manifestações!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.

%d blogueiros gostam disto: