É uma vergonha mesmo o STF. Se não, vejam a decisão de Toffoli sobre a votação secreta no Senado ferindo de morte o princípio de publicidade da gestão pública do artigo 37º. Mesmo que subsista um choque de princípios entre a defesa do direito dos eleitores saberem como votam seus representantes e o direito de um congressista não ser identificado e retaliado em função de um presidente da casa adversário vir a ser eleito, é obrigação de um verdadeiro magistrado discernir qual dos princípios deve ser soberano à luz da CF. Diante da soberania, democracia e prudência, não há dúvidas de que o primeiro princípio de publicidade, por contemplar interesse público muito mais abrangente dos cidadãos brasileiros, é que deve ser contemplado e não a alegada causa interna corporis cinicamente alegada pelo farsante Dias Toffoli.

A eleição dos presidentes da Câmara e do Senado é MUITO IMPORTANTE para o futuro do combate à corrupção. E pra dizer que você também é a favor do voto aberto nessa escolha, participe do abaixo assinado aqui: http://bit.ly/Votoaberto

Deixe uma resposta