Joaquim Barbosa já havia previsto tal impostura por parte de Gilmar Mendes. Agora Barroso repete em relação a Toffoli e Alexandre de Moraes! E Levandowski só aguardando seu turno para afundar mais ainda a Justiça brasileira! Não há limite para a desfaçatez? E o Senado da República em cúmplice omissão? Cidadãos e cidadãs, às ruas e às redes!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.