Trata-se do Roda Viva de despedida do jornalista Augusto Nunes que, a partir de abril, será substituído na direção do melhor programa de entrevistas da TV brasileira, o Roda Viva, pelo jornalista Ricardo Lessa. No momento em que o Supremo jeitinho, num ato de desfaçatez e escárnio ao cidadão brasileiro, decide não decidir, numa expressão mais pura de que estamos presos nosso paradoxo barroquista, ao contrário de Lula, solto apesar de condenado.

Deixe uma resposta