Afinal, é carnaval e todos somos palhaços mesmo nesta terra barroca onde tudo se inverte e contorce. Tudo se distorce por que não temos massa de cultura clássica para fazer os palhaços avaliarem a história com a mínima razoabilidade. Isto pode acontecer na vida comum dos farsantes, mas jamais na de um ex-presidente da república eleito democraticamente por todos os palhaços de Brasilândia. Caímos todos no conto do malandro pois nossas elites achavam que não tinha nada melhor pra colocar no lugar. Se omitiram de sua responsabilidade política e os palhaços não saíram às ruas para protestar. Agora, o grão-tucano ainda tenta repetir a farsa lançando o poderoso Huck, o tiririca dos ricos, como apelidou o jornalista Reinaldo de Azevedo e passou a circular nas redes sociais.

Huck tiririca

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.