"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

História do Brasil x jornalismo – Brasil Paralelo lança documentário sobre 64 e já provoca polêmica no jornalismo enviesado

A produtora de conteúdos de História, Brasil Paralelo, está provocando polêmica entre a mídia mainstream. Por conta de um jornalismo que não faz autocrítica, o Globo faz matéria boicotando um documentário sobre 1964 previsto para ser lançado em 31 de março próximo, que nem sequer foi concluído. A partir do teaser do documentário “Brasil entre armas e livros”, que pretende apresentar uma outra leitura da dita “ditadura militar” brasileira, lançado nas redes sociais na semana passada e repercutido entre várias celebridades, o Globo distorce barrocamente o trabalho de revisão histórica com a politização do mesmo e introdução de Eduardo Bolsonaro no enredo.

Trata-se mais uma vez do desespero de jornalistas enviesados que resolveram fazer oposição sistemática a um novo governo democraticamente eleito pela maioria dos cidadãos, pois acham que a realidade não é bem a verdade do que aconteceu e pretendem a arrogância de ensinar história e política à massa ignara. Uma vez mais se trata do fenômeno da “dissonância cognitiva”, denunciado pelo filósofo Olavo de Carvalho, para uma classe que está perdendo seu poder a partir da revolução tecnológica das redes sociais, comprovada no Brasil com a vitória de Bolsonaro. Talvez uma das maiores descobertas da filosofia da hermenêutica, quando se denuncia que desde o iluminismo da Renascença o homem passou a submeter à sua imaginação ou desejo a realidade ou a percepção do outro sobre a realidade. A instituição do romance em Cervantes, durante a reação barroquista à Renascença no século XVI, como segunda realidade. Ou quando o homem relativiza Deus e o legado dos valores morais da tradição judaico-cristã e se auto-exclui da realidade, se colocando como objeto de si mesmo.

Luta perdida na nossa opinião. Melhor seria se os jornalistas, para além de reportar a realidade dos fatos com suas narrativas tendenciosas, se dedicassem ao nobre trabalho da educação e edição dos conteúdos que realmente interessam aos cidadãos.

Veja toda a polêmica entre o Brasil Paralelo e o jornal O Globo em https://www.youtube.com/watch?utm_campaign=toda_base__exceto_membros_nao_assinantes_globo_ataca_o_brasil_paralelo_novamente_confira_nossa_resposta&utm_medium=email&utm_source=RD+Station&v=U3YC3JdRg3A 

O documentário terá sua pré-estreia oficial em 31 de março de 2019. O maior documentário já produzido no país sobre o período do Regime Militar brasileiro. Quando se reuniu as maiores autoridades no assunto para chegar a verdade sobre o tema mais controverso de nossa história. O Brasil Paralelo viajou até o Leste Europeu para buscar nos documentos, até então, secretos, do serviço de inteligência da extinta Tchecoslováquia, os fatos que nos esconderam. Pela primeira vez eles irão ao público em forma de documentário. Prepare-se, sua visão sobre 1964 jamais será a mesma. 1964: O Brasil entre armas e livros.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.

%d blogueiros gostam disto: