É fundamental que as elites brasileiras e as futuras gerações entendam que a história não é necessariamente a versão dos vencedores, uma vez que este conceito é bastante relativo. Vencedor militar não é obrigatoriamente vencedor cultural. E aqui é que temos de estar atentos para a corrupção maior do que a dos dinheiros públicos que é a corrupção dos  valores promovida pelo esquerdismo mundial. No Brasil até mesmo os conceitos de golpe e revolução foram deturpados.

Veja o documentário que explica rapidamente como se deu o contra golpe que evitou o golpe comunista de João Goulart em 1964, onde o Brasil passa a ter um regime militar que durou 20 anos. É importante que este documentário seja compartilhado, pois existe uma crença implantada pelo marxismo cultural de que os militares implantaram uma ditadura, quando na verdade foi uma intervenção militar que progrediu para o estado de sítio com o objetivo de proteger as instituições  brasileiras contra os planos de João Goulart que tinha como objetivo transformar o Brasil num país comunista contra a vontade do povo. O regime militar teve seu término em 1985 com a Diretas Já, onde o povo pede aos militares que entreguem o poder e convocassem novas eleições. Infelizmente ao entregarem o poder, o Brasil passa a ser governado por socialistas que prepararam toda a base do governo socialista-bolivariano implantado atualmente no Brasil.

Deixe uma resposta