<p>Eleições 2018 – Debate global: o melhor comentário direto do FB de Nivaldo Cordeiro<p>

Vi no debate da Rede Bobo um tolo candidato e vários candidatos tolos. O tolo é Boulos, um nanico que faz discurso para meia dúzia e serviu de escada para Haddad kit&gay. Candidatos tolos todos os demais presentes. Por que candidatos tolos? Porque até para mentir há que ter método e propósito. Trump se elegeu e Bolsonaro está se elegendo não com discurso em economês e platitudes falando em déficit e desemprego. Eleitor não é aluno de primeiro ano do curso de Economia. O longo e insosso debate não tocou no tema essencial ao eleitores daqui e de alhures: os valores morais. Ninguém falou de aborto, de gaysismo, de sexualização precoce das crianças, do discurso de gênero. Todos tinham fórmula para o povo arrumar emprego. Não é o caso. Os candidatos tolos também não podiam ser diferentes porque são de sublegendas de um partido revolucionário que se recusa a morrer. Se falassem de moralidade seriam expulsos de seus grupos. Tema tabu, o único que elege alguém no primeiro turno. É fato que a população brasileira é conservadora e está farta da propaganda esquerdista contra os valores morais e o uso do Estado contra o que é caro aos cristãos. Isso importa mais que tudo, mais que emprego. O único tema que se lhe compara é segurança. A população já sabe que a estatização da segurança tem custado caro. Ninguém falou do desarmamento civil. A população quer se defender, quer deixar de ser alvo fácil de bandidos vagabundos, fedelhos de 40 quilos matando homens feitos apenas por ter armas. A lógica maléfica dos maricas de esquerda não é a lógica geral. Está todo mundo farto desses mariquinhas. Armas e mais armas, é o que o povo quer, legalizadas, bem usadas, mas livres para serem usadas. Os candidatos tolos ficam falando em sistema único de segurança pública. Risos. O tolo candidato e os candidatos tolos perderam as eleições antecipadamente porque não têm discurso, são escravos de uma ideologia moribunda. Querem continuar sua revolução gramsciana, enquanto toda a gente quer a contrarrevolução. Assim Trump se elegeu, assim Bolsonaro também. Domingo que vem os conservadores farão o acerto geral de contas com os comunistas mentirosos e assassinos, que deixam matar mais de sessenta mil brasileiros por ano, estupidamente. Chega de veadagem e de putaria. Vamos pegar nosso país de volta. Alckmin foi e é o mais tolos dos tolos. Não teve uma palavra sequer para seu eleitorado cativo, o conservador. Perdeu-o estupidamente, covardemente, merecidamente. Tchal, bela!

Veja mais em https://www.facebook.com/search/top/?q=jose%20nivaldo%20gomes%20cordeiro 

Deixe uma resposta