Outro brilhante economista brasileiro faz coro com as vozes mais lúcidas do momento brasileiro e esclarece a gravidade e urgente necessidade de se priorizar o equilíbrio fiscal. A pergunta que fica é sempre a mesma: como entrar na era das luzes sem entender o obscurantismo barroquista a que nos conduziu três décadas de políticas econômicas esquerdistas? Compartilhe.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.