Com a palestra da professora e psicanalista Denise Maurano “A arte e a alma barroca brasileira”, encerramos o ciclo proposto para a Academia de Letras com uma visão positiva de nosso maior legado cultural, o Barroco. Não poderia ser de outra forma dado o Barroco se a visão de mundo preferencial da própria psicanálise, segundo o seu maior intérprete depois do próprio Freud, Jacques Lacan, que no Seminário 20 introduz o conceito de torção para a correta apreensão da psiqué humana pela clínica psicanalítica em todas as suas contradições.

Deixe uma resposta