Ciclo de conferências “Mutações” acontece simultaneamente em 5 capitais

Começou semana passada, no último dia 20, o ciclo de conferências “Mutações: as novas configurações do mundo”, um evento indispensável para pensar e entender melhor as transformações cada vez mais rápidas e profundas que as sociedades vivem em todo o planeta.

O ciclo faz parte do projeto Cultura e pensamento em tempos de incerteza, organizado pelo jornalista e escritor Adauto Novaes, numa parceria entre o Ministério da Cultura e o Centro de Estudos Artepensamento. Serão 19 conferências, em cinco capitais – Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador – e todas com transmissão via satélite para as universidades brasileiras que quiserem entrar no circuito produzido pela Rede Nacional de Pesquisa do Ministério da Educação.

Para este novo ciclo, foram convidados filósofos e cientistas brasileiros e estrangeiros, que falarão sobre temas como mutações tecnológicas, biológicas e da natureza, além das próprias mutações do poder, dentre outros.

A conferência inaugural – “Mutação heterodoxa” – foi proferida pelo professor José Miguel Wisnik, da Universidade de São Paulo, a USP. Para esta palestra, Wisnik utilizou-se de uma bela apresentação que está circulando pela internet, a “Women in Art”. Através de uma seqüência de fusões de imagens de pinturas de faces femininas famosas, como a Mona Lisa, por exemplo, a apresentação se revela um retrato dinâmico da evolução da própria arte ocidental – somente possível com a evolução tecnológica de hoje representada por softwares de manipulação de imagens como o Morph e outros.

O ciclo Mutações seguirá até 4 de outubro. No Rio, as conferências serão na Maison de France e, em São Paulo, no SESC Avenida Paulista. Vale a pena destacar o patrocínio da Petrobrás, e os apoios importantes da Caixa Econômica Federal, do SESC e da própria Embaixada da França.

Para quem quiser participar, temos aqui no nosso site a programação completa até outubro, incluindo os resumos de cada conferência e os locais em que serão realizadas. Temos também um link para a apresentação Women in Art mencionada pelo professor Wisnik, para vocês conhecerem.

Como bem defende Adauto Novaes em sua palestra “Novas Configurações”, “As novas imagens do mundo convidam-nos a esquecer a noção de crise. Pensemos, pois, na idéia de mutação.” Para a luta da cidadania, tão importante quanto a manifestação e o debate político, é o estímulo a pensar e buscar novos caminhos para uma sociedade que se transforma cada vez mais rapidamente.

Vale a pena conhecer o ciclo de conferências “Mutações”. Participem!

Categoria:

Editorial

Deixe uma resposta