Antonio de Andrade

Recebemos do cidadão morador de
Lorena, em São Paulo, um testemunho
de sua consciência e exercício
de cidadania. Antonio de Andrade é
psicólogo, professor e escritor
e se identificou com as idéias
de nossa campanha da Voz do Cidadão
expressas num artigo publicado no jornal
O Globo com o título de “Ouvidos
de Mercador” e disponível
aqui no site.

Em resumo, fazíamos no artigo uma
convocação para que se apresentassem
os homens de bem do Brasil! O mesmo que
fazemos aqui nos nossos boletins da Rádio
CBN e Globo e quando participamos de debates
e realizamos seminários de cultura
de cidadania pelo Brasil afora.

Pois tudo o que conhecemos sobre a organização
da cidadania na história da humanidade
nos leva a esta inabalável crença
de que a grande questão nacional
é a reforma do judiciário
e a reforma cultural das elites pela ação
da mídia. Pois a nossa miséria
social é fruto da miséria
cultural. A miséria de não
entendermos que a fonte do poder é
a cidadania organizada e não o
mito do povo. Se admitimos que a maioria
dos brasileiros são homens de bem,
por que permitir que a minoria dos delinqüentes
estejam a nos pautar a mídia diariamente?
Por que não enfrentar a minoria?
Por que nos submeter a viver num ambiente
onde parece que o crime compensa?

Não podemos viver em sociedade
fingindo que não ouvimos uns aos
outros, fazendo ouvidos de mercador. A
delinqüência de um colarinho
branco qualquer tem que ser punida com
todo o rigor da lei. Mas a delinqüência
de um juiz tem de ser punida com o rigor
da lei e a sentença proferida aos
quatro cantos da mídia! Com seriedade
e a alto e bom som!

Todos queremos fazer alguma coisa para
construir, enfim, um país menos
injusto e violento para os nossos filhos!
Pois bem! Que ocupemos os espaços
da mídia com a nossa conduta exemplar
de cidadania. Façamos manifestos!
Que sejamos os fiscais de todos os fiscais!
Tomemos conta de nossas próprias
calçadas! Que isto é o começo
de tomarmos conta do nosso próprio
país! E não há outra
alternativa a não ser o cidadão
morador, eleitor, contribuinte e consumidor
cobrar justiça do judiciário
e segurança dos executivos, tomar
conta dos mandatos políticos, dos
orçamentos públicos e vigiar
a concorrência dos mercados. Que
transformemos, enfim, nossa indignação
em ação! E é exatamente
isso que o nosso concidadão Antonio
de Andrade está a fazer nos livros,
palestras e artigos que publica no site
de sua editora www.editora-opcao.com.br
e que fazemos questão de indicar
aqui bem como torná-lo disponível
no nosso próprio site.

Parabéns professor Antonio de Andrade!
A partir de hoje seu exemplo de plena
consciência e exercício de
cidadania está na nossa Galeria
de Cids Exemplares e fazemos votos que
possa contagiar muitos outros cidadãos
brasileiros.

Categoria:

Editorial

Deixe uma resposta