ABPI promove seminário sobre propriedade intelectual no Rio de Janeiro

A partir do próximo domingo, dia 26 de agosto, e até terça-feira da semana que vem, dia 28, a ABPI – Associação Brasileira da Propriedade Intelectual, vai realizar no Rio de Janeiro o seu 27º Seminário Nacional da Propriedade Intelectual, com o tema “A Contribuição da Propriedade Intelectual para a Aceleração do Crescimento”.

Como já comentamos aqui algumas vezes, o direito à propriedade é um dos valores mais caros à nossa tradição humanista, junto à vida, justiça e liberdade. No mundo globalizado de hoje, onde quem gera e detém informação passa a ter cada vez mais influência sobre outros, um tipo específico de propriedade, a propriedade intelectual, ganha ainda mais relevância.

Para se ter uma idéia do clima de incerteza sobre o direito de propriedade intelectual, segundo um estudo do Banco Mundial intitulado Um Melhor Clima de Investimento para Todos, de outubro de 2004, 40% dos empresários não acreditam que aqui a Justiça faça valer o direito de propriedade. A insegurança em relação ao tema afeta especialmente os investimentos voltados para a inovação e, portanto, para a continuidade do crescimento econômico. Afinal, a propriedade recai cada vez mais sobre bens imateriais, como novos conhecimentos, sinais distintivos e manifestações artísticas, e estes são mais suscetíveis à exploração por terceiros não autorizados do que um bem tangível.

Neste cenário, o Seminário da ABPI é de especial interesse para a luta da cidadania. Durante os 3 dias, especialistas e autoridades sobre o tema realizarão palestras e mesas-redondas sobre as grandes questões que envolvem a propriedade intelectual, não só em nosso país mas no mundo todo.

Serão 10 painéis que discutirão temas como “Política de Inovação e Propriedade Industrial”, “Controle dos Atos do INPI”, “Pirataria e Fraude à Importação”, “Direitos de Patentes”, “Pirataria e Lavagem de Dinheiro”, “Direito Autoral diante do Interesse Coletivo”, “Direito de Marcas”, dentre outros.

Dentre os participantes, nomes importantes para a área do Direito e da Cidadania, como os ministros Marco Aurélio Mello (Supremo Tribunal Federal) e Gilson Dipp (Superior Tribunal de Justiça), o juiz Rodrigo Colaço (Associação dos Magistrados Brasileiros), o procurador Ronaldo Cramer, os desembargadores Luiz Felipe Salomão e Sylvio Capanema, o advogado Gustavo Leonardos e os empresários Alexandre Cruz (Forum Nacional de Combate à Pirataria e a Ilegalidade) e Paulo Rosa Junior (Associação Brasileiras de Produtores de Discos), além da participação de especialistas da Espanha, Suíça, Estados Unidos, França e Chile.

Para quem quiser saber mais detalhes sobre o XVII Seminário Nacional da Propriedade Intelectual, a Voz do Cidadão tem um link direto para o site da ABPI, o www.abpi.org.br, onde vocês podem encontrar todas as informações e telefones de contato.

Acessem e participem!

Categoria:

Editorial

Deixe uma resposta