A campanha “Israel ama o Irã”

ouvirHoje vamos falar de cidadania pelo mundo, e como as redes sociais não param de nos surpreender com sua capacidade de informar, mobilizar, esclarecer e – por que não? – juntar povos diferentes num objetivo comum. E exatamente isso é o que está fazendo um casal de israelenses que moram na principal cidade do país, Tel-Aviv.

Como se sabe, os governos de Israel e Irã não conseguem atingir uma agenda comum de paz e conciliação. Volta e meia, ameaças e agressões mútuas são feitas, tornando o caminho do convívio pacífico um sonho remoto.

Pois se os governos não se entendem, cabe à sociedade civil, os verdadeiros agentes de cidadania, buscar a solução. E é o que estão fazendo os designers israelenses Ronny Edry e sua mulher Michal Tamir. Os dois criaram um blog e uma página no Facebook destinados a aproximar os povos israelense e iraniano. A principal mensagem é clara e também é um convite ao diálogo “Iranianos, nós nunca vamos bombardear seu país, nós amamos vocês”.

Numa demonstração de que as animosidades estão mais restritas aos governos do que à sociedade, em pouco tempo o casal já tinha mais de 80 mil seguidores. Segundo os organizadores, as mensagens já alcançaram mais de 2 milhões de pessoas e 20 países pelo mundo. E a idéia deu tão certo que agora o outro lado começa a se manifestar, através da recém-criada comunidade “Irã ama Israel”, já com mais de 25 mil seguidores.

Vamos hoje encerrar nosso comentário com o manifesto que está na página do “Israel amã o Irã”: “Ao povo iraniano, a todos os pais, mães, crianças, irmãos e irmãs, porque para haver uma guerra entre nós, primeiro nós precisamos ter medo uns dos outros, nós precisamos nos odiar. Eu não tenho medo de vocês, eu não odeio vocês. Eu nem conheço vocês. Nenhum iraniano jamais me fez mal“.

Vale a reflexão sobre os valores da vida, da justiça e da liberdade, num mundo em que nem sempre as ações dos governos condizem com as aspirações da sua própria sociedade.

Aqui na vozdocidadao.com.br temos um link direto para a página do movimento, em inglês. Conheça e dê o seu apoio às iniciativas da cidadania!