Segunda-feira, dia 20/10, a partir das 19 horas, no Shopping Iguatemi

 

Governo Grátis

 

 

O mito do governo grátis
 
Paulo Rabello de Castro
 
Edições de Janeiro 
 
“O Brasil precisa e pode mudar para melhor. Qualquer mudança começa em reconhecer a realidade como ela é. Embarque com o Paulo nesta viagem para o Mundo Real e ajude o Brasil a enterrar o Reino das Utopias.”
RICARDO AMORIM, 
economista e consultor, comentarista do programa Manhattan Connection.
 
“Com cirúrgica precisão, Paulo Rabello de Castro diagnostica os males do populismo inconsequente que tem levado o país ao descompasso político e ao retrocesso econômico, apresentando sugestões que o retirariam do caos atual.”
IVES GANDRA DA SILVA MARTINS, 
advogado tributarista, presidente-fundador da Academia Internacional de Direito e Economia.
 
“Ágil, acessível e bem humorado, o livro de Paulo Rabello é essencial para quem acredita num Brasil moderno e virtuoso.”
BRUNO BARRETO, 
cineasta.
 
“O Poder Público, concebido para servir a sociedade, virou uma máquina desproporcional, que se serve do público. E perdemos o senso de urgência para fazermos as mudanças necessárias. O livro mostra que a sociedade paga essa conta.”
CARLOS SCHNEIDER, 
coordenador geral do Movimento Brasil Eficiente.
 
“Time bom é time que treina muito, planeja o jogo, respeita o técnico e coloca toda energia na disputa. É exatamente neste campo – descontada a analogia – que o livro de Paulo Rabello de Castro nos inspira e nos ensina.”
JOÃO DORIA JR., 
fundador e presidente do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais.
 
“Na minha longa vida de repórter aprendi uma grande lição: o que está na cabeça das pessoas, as ideias nas quais acreditam, abraçam e defendem, é o decisive para o futuro de qualquer sociedade e país. E são as percepções da realidade, calcadas nas ideias, que dão as melhores explicações sobre os sucessos ou insucessos. Em outras palavras: acreditar nas coisas erradas, como boa parte do Brasil faz hoje, é o que explica nossas mazelas.”
WILLIAM WAACK, 
jornalista, moderador e produtor do programa PAINEL da GloboNews.
 
“Este é o livro que devemos ler se queremos mudar o Brasil. É a defesa de uma sociedade sustentável e sem demagogias.”
ASPÁSIA CAMARGO, 
cientista política e Deputada Estadual (RJ).
 
“O termo grátis vem da Roma Antiga, onde os aristocratas, para se elegerem ao Senado, tinham como ‘clientes’ os plebeus, dos quais compravam votos a troco de pão e moradia. Nascia o clientelismo. Depois, para conter a revolta dos mesmos plebeus, começaram a dar pão e circo. No momento em que escolhemos nossos governantes para os próximos quatro anos, nada melhor do que a advertência deste livro de que não existe governo gratis, sempre alguém paga a conta, e geralmente os mais pobres, justamente os que se consideram protegidos pelos populistas de plantão.”
MERVAL PEREIRA, 
colunista político do jornal O Globo, membro da Academia Brasileira de Letras.
 
Sinopse
 
O mito do governo grátis é um fenômeno político que promete distribuir vantagens e ganhos para todos, sem custos para ninguém. Está na raiz do declínio do vigor da economia brasileira e na estagnação do seu processo produtivo. O governo grátis, como expressão de controle social, é o ápice do ilusionismo político e, no Brasil, tem sido prática corrente por sucessivos governantes, deixando um rastro de atraso, decadência e injustiça social. Podemos considerá-lo o grande adversário da prosperidade e o inimigo número um da ascensão social e patrimonial dos brasileiros. Este livro oferece denúncia, antídotos e meios de superação desse mito. Paulo Rabello de Castro propõe uma reflexão aguda, apresenta dados consistentes e exemplos em todo o mundo, mostrando os efeitos nocivos desse regime e uma proposta lúcida e corajosa para o Brasil se libertar desse mito. Um brado de luta e de esperança.
 
Autor
 
Paulo Rabello de Castro é graduado em Direito e Economia e Ph.D pela Universidade de Chicago. Participou de muitos eventos descritos neste livro, tanto no que se refere a movimentos sociais quanto a reformas econômicas. Acompanhou o pêndulo entre a proposta estatizante e o contraponto liberal, este defendido por ganhadores do Prêmio Nobel, como Gary Backer, Milton Friedman e Theodore Schultz, todos seus professores em Chicago. De volta ao Brasil, em 1977 lançou a revista Agroanalysis, início da projeção do agronegócio no País. E à frente da revista Conjuntura Econômica, também da FGV, entre 1979 e 1994 registrou o fim do “milagre” da economia e a prolongada estagnação brasileira. Em 1993, fundou a SR Rating, pioneira na avaliação de riscos de crédito de empresas e de países. No mesmo ano, criou o Instituto Atlântico, entidade civil de cidadania, responsável pela promoção de projetos sociais de ponta, como a propriedade titulada nas favelas, o acesso da população às privatizações e a previdência associativa para trabalhadores. Na RC Consultores, empresa de aconselhamento empresarial, apoiou centenas de empresários em sua saga por sua modernização e expansão. Em 2010 lançou com outros pensadores o Movimento Brasil Eficiente, com nova proposta por um Brasil para além da superação da pobreza.
 
 
ISBN: 978-85-67854-30-4
Preço: R$ 55,00
Formato: 16×23 cm
Número de páginas: 512
 

 

Deixe uma resposta