PESQUISA

Consumidores de produtos piratas estão cada vez mais jovens

Relatório divulgado no final do mês passado pela ABPI-Associação Brasileira da Propriedade Intelectual traz uma pesquisa bastante preocupante para a luta da cidadania: nossos jovens estão cada vez mais consumindo produtos piratas. Segundo a pesquisa Fecomércio-RJ-Ipsos “Pirataria: Radiografia do Consumo”, nada menos do que quarenta e dois por cento da população brasileira afirmou ter comprado produtos piratas ao longo do ano passado. O levantamento mostra que quanto mais jovem, maiores as chances de que alguém compre produto falso: 67% dos que têm de 16 a 24 anos disseram ter comprado algo pirata, proporção que cai para 51% entre os de 25 a 34, 43% entre os de 35 a 44, 21% entre os de 45 a 59 e só 13 entre os que têm 60 anos ou mais. Isso mostra que os que substituirão as gerações mais idosas tendem a aumentar a proporção total da população que compra produtos falsificados.

Leia aqui a íntegra da pesquisa>>

Para conhecer mais o trabalho da Fecomércio-RJ, clique aqui>>

Para conhecer mais o trabalho da ABPI, clique aqui>>

Deixe uma resposta