"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

Peças da França, Alemanha, Cuba, Japão, Suíça, EUA, Itália e Espanha

Designer Rico Lins realiza mostra com mais de 70 obras da sua coleção de cartazes internacionais

pontodevista_anuncio_139x70_131111

 
A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, até 19 de janeiro, a exposição “Ponto de Vista – Coleção Rico Lins de Cartazes Contemporâneos”. A mostra revela o que há de melhor no cartazismo internacional, em mais de 70 peças de vários países, como França, Alemanha, Polônia, Cuba, Japão, Suíça, EUA, Itália, Espanha e Holanda, as quais o designer carioca coleciona há 34 anos. Um dos destaques é a série de cartazes sobre Direitos Humanos, criada em 1989 por diferentes designers, em comemoração aos 200 anos da Revolução Francesa.
 
Reunindo peças de autores como o polonês Henryk Tomazewski, o japonês Shigeo Fukuda, o espanhol Isidro Ferrer, o suíço Niklaus Troxler, o alemão Pierre Mendell, e os americanos Tibor Kalman e Milton Glaser, entre outros, a coleção é resultado do cuidadoso garimpo, realizado por Rico Lins, desde que entrou em contato com o cartazismo da contracultura americana, do pop e do maio de 68 francês. Também serão expostas obras assinadas por coletivos, como Grapus, Ostengrouppe e Radovan Jenko.
 

Os primeiros cartazes, Rico não esquece, fazem parte de uma série de trabalhos com os temas circo e espetáculos teatrais, adquirida em Varsóvia, em 1979. “A Polônia tem uma grande tradição e foi a propulsora de toda uma geração de cartazistas internacionais, alguns dos principais ainda em plena atividade atualmente”, afirma o colecionador. Esta é a primeira vez que o designer realiza mostra da sua coleção.

 
No dia 19 de dezembro (quinta-feira), às 19h, Rico Lins e os professores e designers João de Souza Leite e Julieta Sobral realizam um encontro aberto ao público, para comentar e contextualizar os cartazes da mostra, além de lançar o catálogo do projeto. A exposição é patrocinada pela Caixa Econômica Federal e pelo Governo Federal.
 
Sobre Rico Lins:
Formado em 1976 pela Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI), no Rio, Rico possui artigos e portfólios publicados em inúmeros livros e nas principais revistas nacionais e internacionais de design e comunicação. Seus trabalhos estão nas coleções do Musée d’Histoire Contemporaine e do Musée de l’Affiche et de la Publicité e da Bibliothèque Nationale Française, em Paris; do Pôle Graphique de Chaumont, no nordeste da França; Die Neue Sammlung, Staatliches Museum für Angewandte Kunst, em Munique; e do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo. Sua última exposição, no Rio de Janeiro, foi “Rico Lins: uma gráfica de fronteira”, em 2009, na CAIXA Cultural, que recebeu os prêmios Jabuti e APCA, em 2009, pela Obra Gráfica.
 
Exposição “Ponto de Vista – Coleção Rico Lins de Cartazes Contemporâneos”
Data: de 26 de novembro de 2013 a 19 de janeiro de 2014 (de terça-feira a domingo)
Hora: das 10 às 21h
Local: CAIXA Cultural do Rio de Janeiro – Galeria 1
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)
Telefone: (21) 3980-3815
Entrada Franca
Classificação: Livre

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.