Obra revela visão britânica dos primeiros 15 anos da ditadura no Brasil
A ditadura que o inglês viu, de Geraldo Cantarino
 
Livro reúne documentos sigilosos guardados no arquivo oficial do Reino Unido, em Londres, que revelam a visão britânica dos primeiros 15 anos da ditadura no Brasil
 
Ditadura que o inglês viu, A: Documentos diplomáticos sigilosos revelam a visão britânica do Brasil...Duas semanas antes do aniversário de 50 anos do golpe civil-militar de 1964, o jornalista Geraldo Cantarino lançará o seu quarto livro pela editora Mauad X, A ditadura que o inglês viu. O novo reúne documentos sigilosos arquivados no arquivo oficial do Reino Unido, em Londres, que revelam a visão britânica dos primeiros 15 anos da ditadura no Brasil. O lançamento será no dia 18 de março, às 19h30, na livraria Blooks, Praia de Botafogo, 316, Rio de Janeiro.
 
O livro reúne documentos sigilosos arquivados no arquivo oficial do Reino Unido, em Londres, que revelam a visão britânica dos primeiros 15 anos da ditadura no Brasil. Telegramas, cartas e relatórios mostram como diplomatas britânicos no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília viram, reportaram e comentaram os acontecimentos mais marcantes do país, do golpe civil-militar de 1964 ao processo de abertura política em 1979.
 
Visão de nossa história
Pesquisada em 270 pastas do The National Archives, arquivo oficial do governo do Reino Unido, a documentação fornece uma desapaixonada visão de nossa história. Ela mostra como os seis embaixadores, que atuaram no Brasil nesse período, acompanharam a evolução do regime militar sob o ponto de vista dos interesses britânicos, buscando novas oportunidades de negócio. Além de observadores internacionais, eles se tornaram também personagens daquele momento histórico. O embaixador Sir David Hunt, por exemplo, correu o risco de ser sequestrado para ser trocado por prisioneiros políticos e teve a sua segurança reforçada. Dispostas cronologicamente, as correspondências diplomáticas formam uma retrospectiva daquele período com relatos sobre os principais assuntos daquele momento histórico: deposição do presidente João Goulart, cassação de mandatos, censura, repressão, luta armada, sequestros, milagre econômico, prisões, tortura, desaparecimentos, mortes, exílio, anistia. No momento em que o golpe de 1964 completa 50 anos, este livro é mais uma contribuição para se revisitar o nosso passado sob uma ótica internacional.
 

Deixe uma resposta