"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

“o IBOPE só pode estar entrevistando advogados na porta do Mundo Encantado”

Estamos vivendo o “melhor dos mundos” ou assim é, se lhe parece

Por Luciano Viveiros *

Dizem por aí que os advogados estão vivendo “o melhor dos mundos”. A maioria da advocacia fluminense tem clientes sobrando, causas milionárias, Caixa Econômica sem filas, GRERJ´s com valor unificado, JEC´s e JG eficientes, processos rápidos, juízes despachando com advogados em gabinetes abertos, serventuários solícitos, sentenças em 48 horas, alvarás sendo expedidos em segundos, muito dinheiro no bolso e todos pelos corredores dos fóruns da Capital e Interior numa felicidade que faz gosto.

E, para garantia da plenitude dessa felicidade suprema, cantando um mantra frente à aurora boreal junto ao Nirvana num céu de brigadeiro a OAB apresenta a prova cabal de que vivemos um estado único de felicidade. Recente pesquisa encomendada pela OAB ao IBOPE registra que a advocacia fluminense está 78% de acordo com tudo que foi feito até agora pela atual administração da Seccional RJ. Tal medição nos leva a acreditar que nada do que foi realizado nestes últimos 80 anos de história da OAB tenha valor. Ainda, que só a atual administração da entidade foi e é capaz de construir este “mundo maravilhoso” em favor da classe.

E, por um átimo, acordo do sonho bem na entrada do Forum Cível de Nova Iguaçu e deparo-me com Dr. Kleber. Num relato emocionado, ele afirma que em 20 anos de advocacia – jamais – havia sofrido tanto constrangimento e desconforto no exercício da profissão. Ele nos viu panfletando e aproximou-se para desabafar, sim, dizer o quanto é sofrido correr atrás de processos que se avolumam sem despachos. De implorar a serventuários que peguem os autos em pilhas de outros processos que amedrontam qualquer um. De se humilhar diante de magistrados tão jovens que nem a própria vida sabe dirigir.  E, mais a frente, em Belfort Roxo que nem juiz tem ou Friburgo, onde o magistrado só aparece uma vez por semana para ver como estão os processos mais urgentes. Advogados de Rio das Ostras que precisam se meter numa estrada para protocolar processos em Cabo Frio. E as filas do JEC, o que é isto meu Deus? Proger da Erasmo Braga, que final de tarde é um caos.

Não, não se deixe enganar por tão pouco. Faça uma reflexão e veja que você tem uma sala do advogado ali e outra acolá reinaugurada (nada se inaugura, só se reforma) pintada com as paredes vermelhas e uma placa enorme fixada sobre a da gestão anterior com nome dos atuais. Os computadores do Século XXI, sim, servem para alguma coisa. Mas, registre-se, são doados pelo Conselho Federal de Brasília.

Acreditem, o IBOPE só pode estar entrevistando advogados na porta do Mundo Encantado de Disney Word.

Deus do Céu, em oração, nos faça acreditar que uma pesquisa é capaz de retratar e medir a satisfação profissional de um advogado com a própria entidade (OAB). Pior, como há advogados inocentes capazes de afirmar que as coisas mudaram se o judiciário e os serventuários continuam os mesmos.

Così è se vi pare. Luigi Pirandello, em magnífica expressão da sua arte, teatraliza: “Assim é, se lhe parece". Então, realmente, você esta vivendo o “melhor dos mundos”.

*  Luciano Viveiros é Advogado e Professor da FGV e FACHA.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.