MÚSICA

Beatles num céu de diamantes,
de Charles Möeller e Claudio Botelho

Os diretores Charles Möeller e Cláudio Botelho fizeram das canções dos Beatles um roteiro teatral. Beatles num céu de diamantes coloca no palco 11 atores-cantores acompanhados apenas por um piano, um violoncelo e percussão. Resultado: muitas vozes, cada uma mais potente que a outra, para muito poucos instrumentos. Os três músicos, piano, cello e percussão, chegam ao máximo da bravura. Mas ainda assim o resultado surpreende. Pois trata-se de uma visão leve e bem humorada sobre uma obra tão vasta quanto atualíssima até nos dias de hoje. O espetáculo pode ser classificado como uma revista musical sobre o extenso repertório dos Beatles, apontando diversas pequenas histórias e situações em um roteiro livre.

A direção de cena e musical estão perfeitas. A preparação vocal dos 11 cantores, sem exceção, é irretocável, confirmando o talento e a qualidade final do espetáculo dessa dupla que transcende a cultura das artes de desempenho brasileiras e pode se apresentar em qualquer país do mundo. Sem fazer feio, mas muito pelo contrário, nos orgulhando enquanto cultura universal.

Para uma cultura de artes de desempenho com tão grande tradição de improviso, é remarcável o padrão de trabalho exigido e a qualidade de resultados alcançada por esses dois brasileiros. Vale a pena prestigiar todo o elenco.

Ficha Técnica: Texto: Charles Möeller e Cláudio Botelho Direção: Charles Möeller Direção musical: Cláudio Botelho Elenco: Gottsha, Kacau Gomes, Marya Bravo, Tatih Köhler, Cristiano Gualda, Cristiano Penna, Fabrício Negri, Jonas Hammar, Jules Vandystadt, Raul Veiga e Rodrigo Cirne

Saiba mais >>

 

Deixe uma resposta