"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

FILME

Batismo de sangue,
de Helvécio Ratton
baseado em livro de Frei Beto

Trata-se de uma bela e rica produção nacional com minuciosa reconstituição de época e a ousadia de generosos planos abertos sobre a década urbana dos “anos de chumbo”, como passou para a história a década de 60/70 da repressão militar no Brasil. Com várias locações no Brasil e na França. A fotografia de Lauro Escorel é pura arte à parte a segura direção e audaciosa produção de Helvécio Ratton. Consegue neutralizar um pouco o excesso de cenas de torturas com tomadas de câmara surpreendentes. E ressalta a poesia da seqüência maior do filme que é sem dúvida nenhuma a missa improvisada nos porões da prisão. Onde a penúria dos apetrechos da missa contrasta com a belíssima trilha musical.

Os cinco atores no papel dos monges dominicanos têm desempenho extraordinário e são extremamente parecidos com os próprios que, à exceção do Frei Tito que se suicida no início e fim do filme, estão vivos até hoje e podem ser comparados com suas fotos no site do filme.

O desempenho de Marku Ribas, como Carlos Mariguella, é tão seguro e convincente quanto o do Cássio Gabus Mendes, interpretando o delegado Fleury, passa um pouco de exagero sobretudo nas cenas de tortura.

A relação entre o ideal de justiça cristã e a utopia da busca de liberdade da luta armada fica prejudicada numa dimensão excessivamente maniqueísta. Quando os diálogos poderiam ser tão enriquecidos quanto a própria produção. Mas, como ressalta o próprio Frei Beto na apresentação do filme, o próprio Jesus Cristo na sua busca por justiça foi torturado, preso e morto pelos donos do poder da época.

Um filme sobre fatos reais da história recente brasileira que ainda merecem nossa reflexão, mais pela perspectiva política dos valores da justiça e da liberdade do que propriamente pela perspectiva romântica da religião.

Mais informações em http://www.batismodesangue.com.br/site.html

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.