EVENTO


BRASIL E EUROPA PELAS PRAIAS

Amigo(a),

Estamos, mais uma vez, enfrentando um novo desafio. A governadora Rosinha Garotinho sancionou uma lei(lei 4.692) permitindo que a CEDAE despeje esgoto sem tratamento através do emissário submarino da Barra. Como diz um amigo meu, “o Brasil é um dos poucos países onde não fazemos as obras se adequarem à legislação, mas alteramos a legislação para se adequar à obra”. Obviamente, que motivados pelos tradicionais interesses eleitoreiros que conhecemos, blah, blah blah !

É isso aí. Existia uma lei (lei 2.661, de 27/12/96) que exigia o tratamento primário completo de esgoto sanitário, com separação e remoção de sólidos em suspensão, e que impedia a CEDAE de lançar esgoto sanitário no mar (cocô, e tudo mais que desce pelos vasos sanitários) sem qualquer tratamento, só que essa lei foi “modificada” pela assembléia legislativa do estado do Rio de Janeiro. A Surfrider e seu time de especialistas composto por biólogos e oceanógrafos, está provendo o Ministério Público com um estudo de impacto ambiental, para substanciar o recurso e reverter a situação.

O que nos resta fazer ? Sentar e chorar ? Não mesmo !

Em anexo encontra-se o release sobre a última ação da Surfrider, que aconteceu no último dia 18 de março na praia de Ipanema, no posto 9. Não deixe de ler para conhecer as idéias e as ações da Surfrider

Forte Abraço

Claudio”Cacau”Falcão
Diretor-presidente da Surfrider Foundation Brasil
www.surfrider.org.br

Leia aqui o release completo sobre o evento “Brasil e Europa pelas praias” e a Surfrider >>

Deixe uma resposta