"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

"Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam." Arnold Toynbee"O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas." Disraeli"Cidadãos moradores, eleitores, consumidores e pagadores de impostos, uni-vos pela plena cidadania!""Mobilizando a cidadania contra o populismo.""O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons." Martin Luther King"Não basta aos cidadãos terem responsabilidade civil.""Não basta às empresas terem responsabilidade social.""Não basta aos governos terem responsabilidade fiscal.""É preciso o compromisso de todos com a responsabilidade política, expressão de uma verdadeira cultura de cidadania.""Mobilizando a cidadania pela reforma política.""As leis inúteis debilitam as leis necessárias." Montesquieu"A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um bom governo." George Washington"Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam." Edmund Burke"Não há poder maior que o de uma ideia cuja hora chegou." Victor Hugo"Mobilizando a cidadania pela transparência pública.""É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epíteto"Onde não há lei, não há liberdade." John Locke"As instituições do Estado e seus agentes devem servir sobretudo ao interesse público. Em caso de conflito de interesse entre cidadãos e governantes, devem servir mais aos primeiros que aos segundos.""Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados." T.H. Marshall"Mobilizando a cidadania contra a demagogia." "Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites." Montesquieu"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez." Jean Cocteau"Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo." Margaret Mead"Mobilizando a cidadania contra a impunidade e a ilegalidade.""Para além de direitos, o maior dever do cidadão é formar outro cidadão.""Mobilizando a cidadania contra a imoralidade política.""O jornalismo pode e deve ter um papel no reforço da cidadania, melhorando o debate público e ressuscitando a vida pública."

A derrubada de ídolos e líderes possibilita o surgimento de uma democracia de verdade

Salvatore D´Onofrio lança “Pensar é preciso”, dia 08/10

A Academia Rio-pretense de Letras e Cultura e a Diretoria Cultural do Rio Preto Automóvel Clube convidam para o lançamento do livro Pensar é Preciso, de autoria de Salvatore D’ Onofrio, Dr. pela USP e Titular pela UNESP, membro nº 7 da Academia, publicado pela Editorama de São Paulo.

Subtítulo: Reflexões sobre Filosofia, Religião, Literatura, Política, Cidadania.

Epígrafe: “Apenas a derrubada de ídolos e líderes possibilita o surgimento de uma democracia de verdade”

Evento: 5ª feira, dia 08 de outubro de 2009, às 21:00 horas, no Espaço Cultural do Automóvel Clube de São José do Rio Preto-SP.

– Sobre o livro:

O novo trabalho de Salvatore D’Onofrio, Pensar é Preciso, é, ao mesmo tempo, um banho de cultura e um convite à reflexão sobre nossa realidade existencial. Fazendo interagir história, filosofia, religião, ciência e arte, o autor apresenta as linhas mestres da evolução da nossa cultura, do mito greco-romano à teoria da relatividade. Seguindo a ordem cronológica, questiona os textos bíblicos do Antigo e do Novo Testamento, fala do obscurantismo da Idade Média, do advento do Islamismo, da retomada da cultura clássica na época da Renascença e do Iluminismo, da revolução comercial, industrial e bolchevique, de capitalismo e comunismo. Dá o merecido relevo aos maiores gênios da humanidade: Homero (a poesia épica), Dante (A Divina Comédia) Shakespeare (suas melhores peças), Leonardo da Vinci (o pai da ciência e da arte moderna), Darwin (a tese da evolução), Marx (a força do trabalho humano), Freud (a importância do inconsciente e da sexualidade na formação da personalidade), Einstein (a relatividade do tempo e do espaço).

O autor termina o olhar crítico sobre a história da cultura no Ocidente apresentando duas propostas para o melhoramento da sociedade moderna: o humanismo laico e uma profunda reforma política. Ele detectou os dois monstros que impedem o progresso civilizacional: o fanatismo religioso e a corrupção política, conjugada com a impunidade. As religiões, todas elas, projetando a felicidade num outro mundo, acabam sendo coniventes com governos opressores das liberdades democráticas, substituindo a justiça social pela caridade pública ou privada. Por que continuar a acreditar em ídolos ou líderes, se a gente pode se deixar guiar pela verdade histórica, pelas descobertas científicas, pelo raciocino lógico, pelo bom senso? Quanto à política, é preciso impedir que os que estão no poder façam leis para preservar cargos e privilégios. Urge, finalmente, elaborar uma Constituição, redigida não por políticos, mas pelas forças vivas da Nação, que faça realmente vigorar o princípio da justiça social e da igualdade de todos perante a lei.

Conheça outros trabalhos do autor em www.salvatoredonofrio.com.br

* Salvatore D'Onofrio é autor de Pequena Enciclopédia da Cultura Ocidental, Forma e Sentido do Texto literário, e Literatura Ocidental

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.