A Voz do Cidadão
  Sexta-feira, 11 de julho de 2014.

 

   
 


Siga A Voz do Cidadão

     
       
 
busca
Editorial
Editorial da Semana
 
A Voz do Cidadão
O que é a Voz do Cidadão
Programas desenvolvidos
Quem faz
Apoios
Nossos parceiros
Agentes de Cidadania
Oficinas de Cidadania
Prestação de contas
 
O que é Cidadania
Os 10 mandamentos
Direitos dos Cidadãos
História da Cidadania
 
A Voz do Cidadão na mídia
Jornais
Televisão
Rádio Globo
Rede CBN
Clipping
 
Participe
Manifestos
Indique Cidadão Exemplar
Cidadãos Exemplares
Cidadômetro
Flagrantes da Cidadania
Defesa do Eleitor
Mandato Cidadão
Memória Política
Memória da Impunidade
Responsabilidade política
Mural do Cidadão
Panfletaria
Voto Livre
Blog do Maranhão
Tome Conta do Brasil
Saúde Pública
Enquetes
Associe-se
 
Informações sobre Cidadania
Agenda da Cidadania
Bibliografia
Artigos
Citações
 
Links dos Cidadãos
Órgãos Públicos
Entidades Privadas
 
Materiais de Campanha
Downloads
Lojinha
Texto-guia
 
 
Receba nossos informativos
 
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
   
 
   
  Panfletaria
   
 
mandato cidadao
   
 
 
 
   
 
   
 
cidadometro
   
 
 
 
   
 
   
 
   
 
   
 
 
Voltar para a Agenda

LIVRO
 
 

As origens do pensamento grego

Jean-Pierre Vernant Difel, Rio de Janeiro, 1977

O autor foi o maior helenista vivo desde o pós-guerra até o ano passado quando morreu aos 93 anos. Este livro é um dos primeiros de uma vasta produção de mais de duas dezenas de obras inteiramente dedicadas ao pensamento da antiga Grécia. Desde então, e em Entre Mito e Política, publicado em 1996, Vernant dá uma interpretação inteiramente original sobre as relações entre o pensamento político grego e as ciências físicas e a geometria.

Se na fase mitológica da civilização helênica, a sociedade ainda estava organizada por tribos de agricultores e pastores em torno de um basileu (rei) quase sempre déspota, e é representada pelas narrativas em forma de poemas épicos de Homero e Hesíodo, com o advento da filosofia, sobretudo a partir da escola dos sofistas, com Sócrates e , depois, com Platão e Aristóteles, que o conhecimento vai proporcionar a organização social da polis, que se compõe sobretudo de mercadores e prestadores de serviço.

Conceitos fundamentais da filosofia política, e que vão permitir a titulação do cidadão diante da lei e a participação do poder dos governantes, como arché (origem, comando), kratos (poder), ágora (assembléia, Estado), isotes (isonomia), sophrosyne (eqüidade, equilíbrio, bom-senso), aphrosyne (desequilíbrio, loucura), dike (justiça, igualdade), demos (povo aldeão) são criados e eternizados pelo pensamento político grego até os dias de hoje. E, além das mudanças nos modos de produção de agrário-metalúrgico para mercantil-financeiro, a palavra escrita e tornada pública na praça, ao contrário da tradição oral dos tempos homéricos, se torna a condição de possibilidade da democracia e da própria lei. Pois a arte da política é essencialmente a arte da persuasão, o exercício da linguagem, a retórica, enfim.

O lugar urbano da ágora se torna o centro da cidade, pois eqüidistante dos extremos e não mais um topo de colina onde se localizavam os templos da era mitológica. Eqüidistante dos extremos, inclusive das idéias de todos os cidadãos que são, por definição, es meson, centrais e iguais.

 
 
3/9/2008
 
Todas as agendas para a categoria "":
"Otelo", "Macbeth", "Hamlet", "Romeu e Julieta", entre outras peças
 
"O mundo fora de prumo", de José Garcez Ghirardi, analisa a sociedade contemporânea a partir da visão de Shakespeare
 
17/2/2012
A Independência do Brasil em linguagem acessível ao leitor leigo
 
Em "1822", Laurentino Gomes apresenta a Independência do Brasil, que sempre esteve sob a égide do pedantismo historiográfico, de forma nítida
 
31/1/2012
Biografia de Antônio Vieira em linguagem acessível e desmistificada
 
Em "Antônio Vieira: Jesuita do Rei", Ronaldo Vainfas traz à luz peculiaridades da vida de um padre, cuja nacionalidade é reivindicada por Brasil e Portugal
 
19/1/2012
Transcrição de quinze conferências do autor em Harvard
 
"Justiça", do professor de Harvard Michael J. Sandel, percorre as teorias da justiça dos mais importantes filósofos ocidentais, de Aristóteles a John Rawls
 
9/1/2012
Uma verdadeira anatomia dos fundamentos da injustiça
 
"A idéia de Justiça", de Amartya Sen, defende que, embora as pessoas sejam iguais perante a lei, suas necessidades, desejos e esperanças não são
 
28/12/2011
Introdução de um dos maiores críticos da cultura no Brasil: Sérgio Paulo Rouanet
 
"Torções do Gozo: a Psicanálise, o Barroco e o Brasil", de Denise Maurano, revela-se de um importante ensaio sobre nossa identidade cultural
 
16/12/2011
O que os grandes filósofos pensam sobre o humor?
 
"Do que riem as pessoas inteligentes?", de Manfred Geier, monta uma deliciosa história do humor na filosofia ao traçar a trajetória do riso na sociedade ocidental
 
8/12/2011
Palestras costumam atrair mais de mil alunos no campus da universidade
 
"Justiça", do professor de Harvard Michael J. Sandel, analisa questões do cotidiano à luz de teorias políticas criando debates magistrais
 
23/11/2011
Lançamento é da Editora CRV
 
Denise Maurano lança AMANHÃ - 30/09 - novo livro "Torções - A psicanálise, o barroco e o Brasil", na Livraria Argumento, Leblon, Rio de Janeiro
 
29/9/2011
"Nossas condutas são más ou boas segundo o que podem causar a outrem"
 
"Philosophy, a very short introduction", de Edward Craig, nos convida a pensar sobre as questões mais fundamentais da filosofia
 
23/9/2011
:: A Voz do Cidadão ::
Desde 15/01/03, 7692922 acessos de cidadãos e cidadãs a este portal © Propaganda Professa