Aliás, Gilmar Mendes deveria ouvir este repto da cidadania brasileira. Os juízes brasileiros não são de Marte, não. São de um Brasil que já passou e não volta mais, um país de privilégios inaceitáveis. Quando a política entra pela porta de um tribunal de última instância, a justiça se retira mesmo pela porta da frente do STF. Compartilhe! (221)

Deixe uma resposta