Citações

1 – “As reformas mais urgentes, que são a política e a do judiciário, não serão feitas pelos seus respectivos operadores, dados os interesses corporativistas de legisladores e magistrados, mas pela consciência e exercício de cidadania de uma elite da sociedade civil disposta a exercer o controle social dos mandatos, dos orçamentos públicos, das instituições jurisdicionais e da segurança.”
A Voz do Cidadão
2 – “Cidadãos moradores, eleitores, contribuintes e consumidores, uni-vos pela plena cidadania!”
A Voz do Cidadão
3 – “Cultura de cidadania é cultura de manifestação!”
A Voz do Cidadão
4 – “Cultura de Cidadania é cultura política”
A Voz do Cidadão
5 – “Diga-me como diriges teu carro nas ruas, se cedes a vez aos mais fracos, se respeitas as placas de sinalização, as calçadas e as faixas dos pedestres, diga-me que uso fazes de teu carro, para que este não seja de fato um veículo de violência, e eu te direi do grau de civilidade e cultura de toda a tua sociedade.”
A Voz do Cidadão
6 – “Não há inclusão social sem inclusão política”
A Voz do Cidadão
7 – “O maior compromisso do cidadão é formar outro cidadão”
A Voz do Cidadão
8 – “Quem cala consente, quem fala é consciente!”
A Voz do Cidadão
9 – “Quem tem boca, vaia Roma” – paródia da cidadania de ditado popular
A VOZ DO CIDADÃO
10 – “Quem tem boca, vaia Roma” – paródia da cidadania do famoso ditado popular
A VOZ DO CIDADÃO
11 – O fato de não termos o direito de meter o bedelho na vida privada do próximo não significa que não tenhamos o dever de constrangê-lo quando este abusa de seu direito privado em detrimento dos direitos civis coletivos e do bem comum.E se abrimos mão dos nossos direitos e dispensamos os serviços sociais da saúde, da educação básica e da previdência, não significa que não temos o dever de participar do controle da administração pública, dos mandatos e dos orçamentos, fiscalizando sobretudo os serviços públicos essenciais da justiça e da segurança, para que a ação do Estado alcance efetivamente os mais necessitados, os proteja da criminalidade, e não tenhamos que pagar cada vez mais pelos mesmos serviços de que não dispomos.
A Voz do Cidadão
12 – “Só a defesa do eleitor é a um só tempo a defesa do cidadão morador, consumidor e contribuinte!
A Voz do Cidadão”
13 – “Sem dúvida nenhuma, a defesa do Patrimônio Público e Social representa uma das mais relevantes funções institucionais atribuídas pela Constituição Federal ao Ministério Público (CF, artigo 129, III).
Mas, precisamos agregar todos os cidadãos nessa defesa. Juntos poderemos combater com mais eficiência a corrupção, esse mal histórico que assola a Nação e, certamente pelo seu potencial ofensivo, viola a cidadania, ameaça a democracia e reduz as chances de Paz e Justiça Social.”
ACIOLI, Helenita Amélia Caiado de, Subprocuradora Geral da República junto ao Supremo Tribunal Federal
14 – “O poder tende a corromper, mas o poder absoluto corrompe absolutamente.” (numa carta ao bispo Mandell Creighton em 1887)
ACTON, Lord (1834-1902) historiador inglês
15 – “A polícia prende, o juiz solta”
Adágio sobre o ceticismo popular quanto à justiça e o código de processo
16 – “Um país, antes de estar preparado para a democracia, deve estar preparado pela democracia, uma vez que a democracia é um valor universal do humanismo e, sem dúvida alguma, a maior conquista da humanidade consolidada globalmente nesta primeira década do século”.
Amartya Sen (1933- ) – economista 1ndiano
17 – “Um país, antes de estar preparado para a democracia, deve estar preparado pela democracia, uma vez que a democracia é um valor universal do humanismo e, sem dúvida alguma, a maior conquista da humanidade consolidada globalmente nesta primeira década do século”
Amartya Sen, economista indiano (1933 – )
18 – “Liberdade, igualdade – princípios ruins! O único princípio verdadeiro para a humanidade é a justiça, e a justiça para o fraco significa tão somente atenção.”
AMIEL, Henri-Frédéric (1821-1881) filósofo e crítico suíço
19 – “Onde as leis não têm força, pululam os demagogos, e o povo torna-se tirano”
ARISTÓTELES, Filósofo grego, (384 a.C. – 322 a.C.)
20 – “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” (trecho de discurso no Senado Federal)
BARBOSA, Rui (1849-1923) diplomata e estadista brasileiro
21 – “A regra da igualdade não consiste senão em quinhoar desigualmente aos desiguais, na medida em que se desigualam. Tratar com desigualdade a iguais, ou a desiguais com igualdade, seria desigualdade flagrante, e não igualdade real.”
BARBOSA, Rui (1849-1923) escritor, jurista, diplomata e estadista brasileiro
22 – “Dever é, logo, do membro do Congresso Nacional responder à nação pelo modo como exerce as funções legislativas. Para isso exerce ela a sua fiscalização contínua sobre os atos dos seus representantes, acompanha as deliberações parlamentares, sobre as quais deve atuar constantemente, a opinião pública, no seu papel de guia, juiz, freio e propulsor.”
BARBOSA, Rui, diplomata e estadista brasileiro, 1849-1923
23 – “A lei é a força comum organizada para agir como obstáculo à injustiça; em suma, a lei é a justiça”
BASTIAT, Claude Frédéric (1801– 1850)
24 – “A lei pervertida! E com ela, os poderes do estado também pervertidos! A lei, não somente distanciada de sua própria finalidade, mas voltada para a consecução de um objetivo inteiramente oposto! A lei transformada em instrumento de qualquer tipo de ambição, ao invés de ser usada como freio para reprimi-la! A lei servindo à iniquidade, em vez de, como deveria ser a sua função, puni-la!”
BASTIAT, Frédéric (1801-1850) filósofo francês
25 – “Eu sou um cidadão, isto é, alguma coisa de novo, alguma coisa de imprevisto e de desconhecido na França”
BEAUMARCHAIS, Pierre (1732-1799) autor de teatro francês
26 – “Diante das grandes demandas ambientais e das pequenas demandas do dia-a-dia dos cidadãos, o Estado-nação ficou grande demais para resolver os pequenos problemas locais e pequeno demais para os grandes problemas mundiais.”
BELL, Daniel (1919) sociólogo americano, enunciado conhecido como “o paradoxo de Daniel Bell”
27 – O assentimento da maioria não basta, de modo algum, em todos os casos, para legitimar seus atos.
Benjamin Constant (1767 – 1830)
28 – O excesso de impostos leva à subversão da justiça, à deterioração da moral, à destruição da liberdade individual.
Benjamin Constant (1767 – 1830)
29 – “Todas as grandes verdades começam como blasfêmias.”
BERNARD SHAW, George (1856 – 1950) dramaturgo escocês
30 – “Democracia é o sistema que garante que nós seremos governados tão bem quanto nós próprios merecemos.”
BERNARD SHAW, George (1856 – 1950) dramaturgo escocês
31 – Toda a ordem social é criada por nós. O agir ou não agir de cada um contribui para a formação e consolidação da ordem social em que vivemos.
BERNARDO TORO, José, Filósofo e Educador Colombiado
32 – “Somos injustos e desiguais” do livro Para Entender o Brasil”, página 288, Alegro, SP, 2000
BESSERMAN VIANA, Sérgio (1957) economista brasileiro e ex-presidente do IBGE
33 – “Só a participação cidadã é capaz de mudar o país!”
BETINHO, Herbert José de Sousa (1935-1997) sociólogo e ativista dos direitos humanos brasileiro
34 – “Um país não muda pela sua economia, sua política e nem mesmo sua ciência; muda sim pela sua cultura”.
BETINHO, Herbert José de Sousa, sociólogo e ativista dos direitos humanos brasileiro, 1935-1997
35 – “Ser cidadão não é viver em sociedade, e sim transformá-la”
BOAL, Augusto (1931-2009) dramaturgo
36 – “Todo poder é fundado na opinião”
BONAPARTE, Napoleão (1769-1821) Imperador da França
37 – “Homens lutam melhor pelos seus interesses do que pelos seus direitos”
BONAPARTE, Napoleão, Imperador da França, 1769-1821
38 – “Governos são coisas importantes demais para serem deixados nas mãos dos políticos.”
BOWLES, Chester (1901-1986) diplomata e economista norte-americano
39 – “Infeliz a nação que precisa de heróis.”
BRECHT, Bertold (1898 -1956) poeta e dramaturgo alemão
40 – “Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem”
BRECHT, Bertold (1898-1956) poeta e dramaturgo alemão
41 – “O pior analfabeto é o analfabeto político”
BRECHT, Bertold (1898-1956) poeta e dramaturgo alemão
42 – “Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco.”
BURKE, Edmund, (1729 – 1797), estadista e filósofo inglês
43 – “Para que o mal triunfe basta que os homens de bem se omitam”
BURKE, Edmund, (1729 – 1797), estadista e filósofo inglês
44 – “Todo precedente ruim começa como medidas justificáveis”
CAESAR, Gaius Julius, general e estadista romano, 100-44 AC
45 – “Um político honesto é aquele que, uma vez comprado, permanecerá comprado.”
CAMERON, Simon, político norte-americano, 1799-1889
46 – “A brutalidade confiscatória do fisco é um fator sério de retardamento econômico. É francamente de causar indignação ver nédios representantes da burocracia oficial declamando que pagar impostos é ‘cidadania’. Cidadania é exatamente o contrário: é controlar os gastos do governo.”
CAMPOS, Roberto (1917-2001) – economista, diplomata e político brasileiro
47 – “O bem que o Estado pode fazer é limitado; o mal, infinito. O que ele nos pode dar é sempre menos do que nos pode tirar.”
CAMPOS, Roberto – 1917- 2001, economista, diplomata e político brasileiro
48 – “As pessoas têm interesses distintos, talvez egoísticos, e de qualquer forma freqüentemente conflitantes pela simples razão de que as demandas possíveis são sempre muito maiores do que os meios de satisfazê-las. A sociedade democrática dá aos seus membros o direito de expressarem as suas divergências. Não tenta obrigar ninguém a amar o seu próximo como a si mesmo.”
CAMPOS, Roberto, economista, diplomata e político brasileiro, 1917- 2001
49 – “A República tem se democratizado política e socialmente. A lamentar apenas que ela tenha avançado menos do que a democracia. A inclusão democrática para se consolidar exige o bom governo republicano, eficaz, transparente e ético. A ambição de se projetar no cenário internacional, que poderá ser o marco do país no século XXI, dependerá, para seu êxito, de nossa capacidade de construir instituições políticas respeitáveis no país e no exterior. Elas ainda são nossos pés de barro.”
CARVALHO, José Murilo de
50 – “Veja as coisas como elas são e não da maneira como você gostaria que elas fossem”
CHARAN, Ram, consultor de empresas e conselheiro de CEOs americanos, Índia, 1939 -
51 – “Não foi o mundo que piorou, as coberturas jornalísticas é que melhoraram muito”.
Chesterton (1874-1936)
52 – “A diferença entre um estadista e um demagogo é que este decide pensando nas próximas eleições, enquanto aquele decide pensando nas próximas gerações.”
CHURCHILL, W.
53 – “O vício inerente ao capitalismo é a divisão desigual das riquezas. A virtude inerente ao socialismo é a repartição igualitária da miséria.”
CHURCHILL, W.
54 – “O capitalismo tem péssimas intenções, mas produz ótimos resultados; o socialismo tem ótimas intenções,mas produz péssimos resultados.”
CHURCHILL, Winston (1874–1965) estadista inglês
55 – “A democracia é o pior dos regimes políticos, com exceção de todos os demais”
CHURCHILL, Winston (1874–1965) estadista inglês
56 – “…deslumbrados pelas miragens de uma civilização que recebemos de empréstimo e que nos chega embalada pelos transatlânticos, nós ficamos nos acotovelando na rua do Ouvidor e deixamos de ver o Sertão amplíssimo, onde se desata a base real de nossa nacionalidade.”
CUNHA, Euclides da (1866-1909) escritor, sociólogo, repórter jornalístico, historiador e engenheiro brasileiro
57 – “Hoje, com o socialismo moribundo e o estado social falido, ainda enfrentamos o medo das pessoas pelo liberalismo. Acho que é possível convencê-las de que é a melhor opção. Temos um produto maravilhoso (liberalismo), mas precisamos saber como vendê-lo”
CURZON PRICE, Victoria (1942) presidente da Mont Pelerin Society
58 – “O momento exige que os homens de bem tenham audácia dos canalhas”
DISRAELI, Benjamin (1804-1881) romancista e político inglês
59 – Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão
Eça de Queiroz
60 – “Criatividade é um por cento inspiração e noventa e nove por cento transpiração”
EDSON, Thomas, inventor e empresário americano, 1847-1931
61 – “A sociedade liberal se caracteriza por dois aspectos: o governo da lei e a anarquia dos espíritos”
EINAUDI, Luigi, 1874 – 1961, economista, escritor e político italiano
62 – É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe.
Epíteto (55 – 135)
63 – “Qualquer desculpa serve a um tirano.”
ESOPO, fabulista grego, 6º século AC
64 – “A nota fiscal é o recibo da cidadania.”
FACHEL, Flávio, repórter brasileiro
65 – “Nossa liberdade começa onde podemos impedir a dos outros”.
FERNANDES, Millôr (1923) desenhista, humorista, dramaturgo, escritor e tradutor brasileiro
66 – “Quando o povo não crê na probidade, a imoralidade é geral”
FONSECA, Mariano José Pereira da – MARQUÊS DE MARICÁ, escritor, filósofo e político brasileiro, 1773-1848
67 – “Não há governos populares. Governar é descontentar”
FRANCE, Anatole, escritor francês, 1844 – 1924
68 – “Neste mundo, nada mais certo que a morte e os impostos.”
FRANKLIN, Benjamin (1706-1790) jornalista, editor, autor, filantropo, abolicionista, funcionário público, cientista, diplomata e inventor norte-americano
69 – O Estado é a grande ficção através da qual todo mundo se esforça para viver às custas de todo mundo.
Frédéric Bastiat (1801 – 1850)
70 – O próprio domínio da lei e dos governos é a justiça; a lei é a força comum organizada para agir como obstáculo à injustiça; em suma, a lei é a própria justiça.
Frédéric Bastiat (1801 – 1850)
71 – “O Estado proíbe ao indivíduo a prática de atos infratores, não porque deseje aboli-los, mas sim porque quer monopolizá-los.”
FREUD, Sigmund (1856-1939) médico e neurologista austríaco, criador da Psicanálise
72 – “Asking a corporation to be socially responsible makes no more sense than asking a building to be.” (Pedir que uma corporação seja socialmente responsável faz tanto sentido quanto pedir a um prédio que o seja – tradução nossa)
FRIEDMAN, Milton (1912-2006) economista americano, Prêmio Nobel de 1976
73 – “Não existe almoço de graça”
FRIEDMAN, Milton (1912-2006) economista americano, Prêmio Nobel de 1976
74 – “Ninguém gasta o dinheiro dos outros (impostos) com o mesmo cuidado com que gasta o próprio.”
FRIEDMAN, Milton (1912-2006) economista americano, Prêmio Nobel de 1976
75 – “A sociedade que coloca a igualdade à frente da liberdade irá terminar sem igualdade e liberdade”.
FRIEDMAN, Milton – economista americano, Prêmio Nobel de 1976, 1912-2006
76 – “Governos nunca aprendem. Somente pessoas aprendem.”
FRIEDMAN, Milton – economista americano, Prêmio Nobel de 1976, 1912-2006
77 – “O idealismo cresce na proporção direta em que nos afastamos do problema.”
GALSWORTHY, John (1867-1933) ensaísta e dramaturgo inglês
78 – “Be the change you wish to see in the world”
Seja a mudança que você deseja para o mundo
GANDHI, Mahatma, foi um dos idealizadores e fundadores do moderno estado indiano e um influente defensor do Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução, 1869-1948
79 – O mundo tem o suficiente para as necessidades de todos, mas não para a ganância de todos
GANDHI, Mahatma, foi um dos idealizadores e fundadores do moderno estado indiano e um influente defensor do Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução, 1869-1948
80 – Quem não sabe proteger os seus direitos, é por que não merece tê-los.
Ghandi, Mahatma
81 – “O mercado não é uma invenção do capitalismo… É uma invenção da civilização.”
GORBACHOV, Mikhail
82 – “O desafio é viver sem ilusões, sem se tornar um desiludido”
GRAMSCI, Antonio (1891–1937) filósofo italiano
83 – “Por favor, não se tornem hayekianos, pois cheguei à conclusão que os keynesianos são muito piores que Keynes e os marxistas bem piores que Marx”. (Recomendação feita a jovens estudantes de economia, admiradores de sua obra, num jantar em Londres, em 1985.)
HAYEK, Friedrich (1899-1992) economista e filósofo austríaco
84 – “Existe toda a diferença do mundo em tratar pessoas igualmente e tentar torná-las iguais”
HAYEK, Friedrich August (1899-1992) Prêmio Nobel da Economia de 1974
85 – “Se desejamos preservar uma sociedade livre, é essencial reconhecermos que mesmo a maior ambição por uma determinada coisa em particular não justifica o uso da mínima coerção.”
HAYEK, Friedrich August (1899-1992) Prêmio Nobel da Economia de 1974
86 – O argumento fatal para a teoria comunista é sugerido pelo fato de que o desejo pela propriedade é um dos elementos constitutivos da natureza humana.
Henry Spencer (1820 – 1903)
87 – O melhor governo é o que governa menos.
Henry Thoreau (1817 – 1862)
88 – ‘Ninguém poderá obrigar-me a ser feliz à sua maneira.’
Immanuel Kant
89 – “Quando os cidadãos temem o governo, temos uma ditadura; quando o governo teme os cidadãos, temos liberdade.”
JEFFERSON, Thomas
90 – Uma vez que a base de nosso governo é a opinião do povo, nosso primeiro objetivo é o de mantê-la intacta. E, se coubesse a mim decidir se precisamos de um governo sem imprensa ou de uma imprensa sem governo, eu não hesitaria um momento em escolher a segunda alternativa.
JEFFERSON, Thomas (1743 – 1826)
91 – “Acredito que as instituições bancárias são mais perigosas para as nossas liberdades do que o levantamento de exércitos. Se o povo Americano alguma vez permitir que bancos privados controlem a emissão da sua moeda, primeiro pela inflação, e depois pela deflação, os bancos e as empresas que crescerão à roda dos bancos despojarão o povo de toda a propriedade até os seus filhos acordarem sem abrigo no continente que os seus pais conquistaram.”
Jefferson, Thomas (1743-1826) foi o terceiro (1801–1809) presidente dos Estados Unidos.
92 – “Todo homem é criado de maneira igual com direitos próprios e intransferíveis, como a vida, a liberdade e a busca para pela felicidade(…)” Trecho escrito na declaração de independência norte-americana
JEFFERSON, Thomas (1743-1826) foi o terceiro (1801–1809) presidente dos Estados Unidos. Para além de estadista foi um filósofo político, um revolucionário, proprietário agrícola, arquitecto, arqueólogo, autor e um espírito elucidativo do iluminismo
93 – As comunidades não se tornaram cívicas por serem ricas. A história mostra o oposto: enriqueceram por serem cívicas.
JOHANNPETER, Jorge Gerdau (1936) empresário brasileiro e o atual presidente do Grupo Gerdau
94 – Cabe aos homens de direito os bens que lhes pertencem, pois ninguém tem o direito de lhes tirar, em todo ou em parte, sem o seu consentimento.
John Locke, 1632 – 1704
95 – Onde não há lei, não há liberdade (Where there is no law, there is no freedom)
John Locke, 1632 – 1704
96 – O povo não existe por causa do rei, mas o rei existe por causa do povo.
John Milton (1608 – 1674)
97 – Só os homens de bem podem amar a liberdade, pois os demais amam apenas a licença, quando ninguém deve a sua liberdade à licença de ninguém.
John Milton (1608 – 1674)
98 – “Para algumas poucas mentes, tirania não é um prazer.”
JOHNSON, Dr. Samuel – 1709-1784, poeta e crítico inglês
99 – A propósito de leis, como esta última proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas, é odioso que todos acabem pagando pelos delitos de alguns, e sobretudo pela incompetência do Estado em reprimi-los.
Jorge Maranhão, junho de 2008
100 – “Ninguém pode me compelir a ser feliz de acordo com sua concepção de bem-estar, pois cada um pode buscar a felicidade da maneira que julgar apropriada, contanto que não infrinja a liberdade de outros em buscar objetivo semelhante, que pode estar em harmonia com a mesma liberdade de todos os outros dentro de uma lei geral utilizável – ou seja, deve-se admitir para os outros os mesmos direitos que se deseja para si próprio.”
KANT, Immanuel (1724-1804) filósofo do iluminismo alemão

101 – “Tudo o que não puder contar como fez, não faça”
KANT, Immanuel (1724-1804) filósofo do iluminismo alemão
102 – Não devemos aceitar sem qualificação o princípio de tolerar os intolerantes senão corremos o risco de destruição de nós próprios e da própria atitude de tolerância.
Karl Popper (1902 – 1994)
103 – “Devemos dizer ao povo o que ele precisa saber e não o que ele gostaria de ouvir.”
KENNEDY, J.F.
104 – “Não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por seu país.”
KENNEDY, John (1917-1963) ex-presidente americano
105 – “A longo prazo todos estaremos mortos.”
KEYNES, John Maynard (1883-1946) economista ingles
106 – “Em cada comunidade uma igreja e, ao lado dela, uma escola.”
KING, Martin Luther (1929 – 1968) – ativista político e pastor protestante.
107 – “O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons.”
KING, Martin Luther, pastor e ativista político norte-americano, 1929-1968
108 – “Quem aceita o mal sem protestar, coopera realmente com ele”
KING, Martin Luther, pastor e ativista político norte-americano, 1929-1968
109 – “Ele realizou o impossível porque era ingênuo e não sabia que era impossível”
Henry Kissinger se referindo a Isaac Stern quando este impediu a demolição do Carnegie Hall levantando fundos milionários junto a empresários e banqueiros para “estatizá-lo” em nome da cidade de Nova York
KISSINGER, Henry (1923) Diplomata norte-americano
110 – “Não há inteligência fora do pessimismo, e não há vitalidade fora do otimismo, o que é tão bem sintetizado na fórmula: pessimismo da razão e otimismo da vontade.”
LARA REZENDE, André (1951) economista brasileiro
111 – “Não há homem íntegro o suficiente para governar outro homem sem o seu consentimento.”
LINCOLN, Abraham (1809 – 1865) presidente norte-americano
112 – “Você pode enganar algumas pessoas durante muito tempo, assim como pode enganar todas as pessoas durante algum tempo. Mas você jamais poderá enganar todas as pessoas durante todo o tempo.”
LINCOLN, Abraham, presidente norte-americano, 1809 – 1865
113 – “Os governos existem para proteger os legítimos direitos à vida, à liberdade e à propriedade.”
LOCKE, John
114 – “A liberdade de um indivíduo na sociedade não deve estar subordinada a qualquer poder legislativo que não aquele estabelecido pelo consentimento na comunidade nem sob o domínio de qualquer vontade ou restrição de qualquer lei, a não ser aquele promulgado por tal legislativo conforme o crédito que lhe foi confiado”. (em Da escravidão, cap. IV)
LOCKE, John, filósofo inglês, 1632 – 1704
115 – “Até a independência, no século XIX, chamam-se brasileiros os comerciantes que negociavam com o Brasil, como madereiros ou carvoeiros os que negociam com madeira ou carvão. Brasilianos eram os índios. Brazilienses é que eram os portugueses nascidos ou estabelecidos no Brasil e que se sentiam vinculados ao Brasil como à sua verdadeira pátria” (A propósito do primeiro jornal brasileiro, o Correio Braziliense, no seu livro O nascimento da imprensa brasileira)
LUSTOSA, Isabel (1955) Cientista política, estudiosa da imprensa e da sátira política e escritora brasileira
116 – “o Brasil real é bom, revela os melhores instintos, mas o país oficial é caricato e burlesco.”
MACHADO DE ASSIS, Joaquim Maria (1839-1908) escritor brasileiro
117 – “Se os homens fossem anjos, nenhum governo seria necessário.”
MADISON, James
118 – “No Brasil, até o passado é incerto.”
MALAN, Pedro (1943 – ) – Economista
119 – “A demagogia é a maior corrupção da política porque é a corrupção da representação, sua própria razão de ser, o entorpecente da esperança do voto e a maior sabotagem da cidadania.”
MARANHÃO, Jorge
120 – “Os recursos que o empresário aloca para seus programas de “responsabilidade social” acabam tendo um efeito perverso e contra seus próprios interesses e da cidadania, pois incentivam a ineficiência da burocracia do Estado que deveria estar justamente ocupada com isto, estimulam a demagogia dos políticos que mentem ao dar barretadas com o chapéu alheio, e, por fim, desmobilizam, fragilizam e alienam os cidadãos eleitores, que se eternizam enquanto suplicantes de esmolas dos poderosos.”
MARANHÃO, Jorge
121 – Se vc pede à providência divina a cura para sua doença e ela não te atende, vc simplesmente aceita como desígnio de Deus! Se vc pede à previdência social do Estado e ela não te atende, vc processa o Estado e ele será obrigado a te prover de saúde. Este e o maior perigo de deificar o Estado: a ilusão totalitária!
Maranhão, Jorge
122 – “A miséria brasileira não é econômica nem social. É sobretudo miséria cultural civil e política de nossas elites, que não ocupam o espaço público das cidades nem tampouco o espaço público da gestão dos governos.”
MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia
123 – A cidadania não é também cultura. A cidadania é a cultura mais escassa e urgente. O resto é incentivo fiscal.
MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia
124 – A mais revoltante certeza da impunidade da cultura brasileira é a dos políticos que desprezam a opinião pública e apostam na incapacidade de mobilização da sociedade civil e de sua articulação com o empresariado, a mídia e o sistema judiciário.
MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia
125 – O clamor da opinião pública por justiça está nas ruas. E se não é atendido pelas instituições do Estado de Direito, acabam sendo resolvidas informalmente por três vias: a “justiça” divina pelas mãos dos partidos pentecostais (vilania eleitoral) , a “justiça” pelas próprias mãos (violência social) e a “justiça” da sonegação, fraude, pirataria e corrupção (violação legal). Todas “vis”, que quer dizer força e não direito.
MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia
126 – Um dos grandes nós a ser desatado no Brasil é a grave a distorção do terceiro setor em querer atuar para substituir o papel do Estado. Quando o foco do terceiro setor deveria ser, prioritariamente, o controle social sobre a atuação do próprio Estado, os mandatos e governos e a execução dos orçamentos públicos. Caso contrário, o terceiro setor está contribuindo para a manutenção de um Estado cada vez mais voraz, na arrecadação, e cada vez mais ineficaz e irresponsável no cumprimento do seu papel fundamental e intransferível de produção e distribuição dos serviços de justiça, segurança e infra-estrutura. Ou seja: o terceiro setor, ao atuar na substituição do papel do Estado, assim como as corporações que se dizem socialmente responsáveis, está contribuindo para que o Estado se torne cada vez mais ineficiente e omisso, o que, em vez de resolver o problema a que ele se propõe a, aumenta-o. Eis o paradoxo político em que estamos todos metidos.
MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia
127 – A função da imprensa é ser o cão de guarda público, o denunciador incansável dos dirigentes, o olho onipresente, a boca onipresente do espírito do povo que guarda com ciúme a sua liberdade. Neue Rheinische Zeitung, 1849
Marx, Karl
128 – “Não à taxação sem representação”
MAYHEW, Reverend Jonathan – em um sermão em Boston em 1750, antes da Revolução Americana
129 – “Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e atuantes pode mudar o mundo.”
MEAD, Margaret – antropóloga norte-americana (1901-1978)
130 – “Um bom político é quase tão impensável quanto um ladrão honesto.”
MENCKEN, H. L., editor, ensaísta e filólogo norte-americano, 1880-1956
131 – “Para a vigência de uma ordem liberal moderna faz-se mister a conjunção de constitucionalismo e democratização da cidadania.”
MERQUIOR, José Guilherme – crítico e filósofo brasileiro, 1941-1991
132 – “Até nos socialismos de estado, o ideal democrático nunca é negado, é meramente mediatizado pela preocupação – errônea e fatal – de superar as “liberdades burguesas”, supostamente falsas, por meio de um nivelamento democrático dirigido pelo partido-estado. Por conseguinte, para a vigência de uma ordem liberal moderna faz-se mister a conjunção de constitucionalismo e democratização da cidadania.” José Guilherme Merquior, em O Argumento Liberal, Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1985
MERQUIOR, José Guilherme, crítico e filósofo brasileiro, 1941-1991
133 – A sociedade que colocar a igualdade – no sentido da igualdade de resultado – acima da liberdade irá acabar sem igualdade nem liberdade.
Milton Friedman (1912 – 2006)
134 – “Não há como escapar das inexoráveis leis do mercado”
MISES, Ludwig von (1881-1973) foi um dos mais importantes filósofos e economistas do século XX, grande defensor da liberdade econômica como suporte básico da liberdade individual, é um dos ícones da escola austríaca
135 – “A questão é sempre a mesma: o governo ou o mercado. Não existe terceira solução.”
MISES, Ludwig von (1881-1973) principal economista da Escola Austríaca
136 – “Se a história tem algo a nos ensinar seria que a propriedade privada está indissoluvelmente ligada à civilização.”
MISES, Ludwig von (1881-1973) principal economista da Escola Austríaca
137 – “A tirania é o corolário político do socialismo, assim como o governo representativo é o corolário político da economia de mercado.”
MISES, Ludwig von MARANHÃO, Jorge – publicitário, consultor, escritor, Mestre em Filosofia principal economista da Escola Austríaca (1881-1973)
138 – “Temos de ser nós mesmos; ser núcleo de cometa, não cauda; puxar fila, não seguir”
MONTEIRO LOBATO, José Bento Renato (1882-1948) foi um dos mais influentes escritores brasileiros do século XX
139 – “As leis inúteis debilitam as leis necessárias”
MONTESQUIEU, Charles de (1689- 1755) Político, filósofo e escritor francês
140 – “A liberdade é o direito de fazer aquilo que a lei permite”
MONTESQUIEU, Charles de (1689- 1755) Político, filósofo e escritor francês
141 – “O espírito comercial cria a paz e modera as paixões”
MONTESQUIEU, Charles de (1689- 1755) Político, filósofo e escritor francês
142 – “Qualquer homem que dispõe de poder é levado a abusar desse poder; e irá até onde encontrar limites” (in O Espírito das Leis)
MONTESQUIEU, Charles de (1689- 1755) Político, filósofo e escritor francês
143 – “A República dos países latinos da América é um governo no qual é essencial desistir da liberdade para obter a ordem.”
NABUCO, Joaquim (1849 – 1910) diplomata, escritor e abolicionista
144 – “O Brasil vive uma crise de gestão no setor público e uma crise de valores no setor privado”
NORBERT, Fernando, empresário, administrador de empresas, formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense e concluiu o Programa Avançado de Administração da Harvard Business School em 1992
145 – “A política tem muito mais peso nos rumos da sociedade do que a economia, por mais que eu, como economista, não goste da idéia. O baixo custo das transações nos mercados políticos e econômicos desconhecidos depende da eficiência do poder judiciário, que permita e encoraje as pessoas a negociar com a garantia de que terão seus contratos cumpridos e seus direitos respeitados. Esse é um dos grandes problemas da América Latina, especialmente do Brasil.”
NORTH, Douglass (1920) economista, prêmio Nobel de Economia em 1993
146 – “O baixo custo das transações nos mercados políticos e econômicos desconhecidos depende da eficiência do poder judiciário, que permita e encoraje as pessoas a negociar com a garantia de que terão seus contratos cumpridos e seus direitos respeitados.”
NORTH, Douglass (1920) economista, prêmio Nobel de Economia em 1993
147 – “A sociedade se produz por nossa vontade e o governo por nossa maldade”
PAINE, Thomas (1737-1809) filósofo, político e escritor americano
148 – O homem injusto não pode ser feliz”
PLATÃO (428/27 a.C. – 347 a.C.) filósofo grego
149 – “São cercas bem marcadas que fazem bons vizinhos”
Provérbio inglês
150 – “Civitas libera quae possit sibi legem facere” (Uma cidade só é livre quando pode fazer suas próprias leis)
provérbio latino
151 – “A ignorância é a mãe de todos os males”.
RABELAIS, François (1483-1553) – escritor e padre francês
152 – “A diferença entre um Estado benfeitor e um Estado totalitário é questão de tempo.”
RAND, Ayn (1905-1982) filósofa e escritora russo-americana
153 – “A menor minoria na Terra é o indivíduo. Aqueles que negam os direitos dos indivíduos não podem se julgar defensores das minorias”.
RAND, Ayn (1905-1982) filósofa e escritora russo-americana
154 – “Quando você perceber que, para produzir precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho; que as leis não nos protegem deles mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada e a honestidade se converte em auto-sacrifício, então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.”
RAND, Ayn (1905-1982) filósofa e escritora russo-americana
155 – “A visão que o governo tem da economia poderia ser resumida em algumas frases curtas. Se se move, taxe. Se continua a ser mover, regule. E se parar de se mover, subsidie.”
REAGAN, Ronald (1911-2004) presidente americano de 1981-1989
156 – “Fatos são coisas tolas.”
REAGAN, Ronald (1911-2004) presidente americano de 1981-1989
157 – “Governo é como um bebê. De um lado, um canal de alimentação com um grande apetite e, do outro, nenhum senso de responsabilidade.”
REAGAN, Ronald, presidente americano de 1981-1989, 1911-2004
158 – “Entre me indignar ou me resignar prefiro viver me indignando!”
RIBEIRO, Darcy (1922-1997) antropólogo
159 – “Não há a menor dificuldade em ser um bom humorista quando você tem todo o governo trabalhando para você.”
ROGERS, Will (1879 – 1935) humorista e showman norte-americano(1879 – 1935)
160 – “Nascido cidadão de um Estado livre, e membro da soberania do mesmo, qualquer que seja a débil influência que possa ter minha ingerência nos negócios públicos, o direito de votar basta para impor-me o dever de instruir-me nesses assuntos, feliz, sempre que medito acerca dos governos, de encontrar em minhas indagações novos motivos para amar o meu país.”
ROUSSEAU, Jean Jacques (1712-1778) filósofo suíço, escritor, teórico político e um compositor musical autodidata
161 – “As elites brasileiras estão mais atrasadas como elites do que as massas brasileiras como massas.”
SAN TIAGO DANTAS, jornalista, advogado e político (1911 – 1964)
162 – “A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem. A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las.”
SANTO AGOSTINHO (primeiro terço do século VI – 504 d.C.)
163 – “Cidadania sem dúvida se aprende” (O Espaço do Cidadão)
SANTOS, Milton (1926-2001) Geógrafo e livre pensador brasileiro
164 – “No nosso entendimento, o foco do terceiro setor deveria ser prioritariamente o controle social. Caso contrário, ele está contribuindo para a manutenção de um Estado cada vez mais voraz na arrecadação e cada vez mais ineficaz e irresponsável no cumprimento de seu papel. O terceiro setor, ao atuar na substituição do papel do Estado, está contribuindo para que o próprio Estado se torne cada dia mais omisso e, pior, ao invés de resolver o problema a que se propõe, ajuda a aumentá-lo.”
SCHEFFER, Esther Inês – especialista em Gestão e Orçamento Público
165 – “A ordem econômica depende de uma ordem moral.”
SCRUTON, Roger (1944 – ) –  filósofo e escritor inglês cuja especialidade é a Estética.
166 – “No justice, no peace”
Slogan da revolta popular de afro-americanos em Los Angeles que, em 1993, enfrentaram a polícia armada contra uma sentença equivocada, e depois revogada pela corte do estado da Califórnia, de absolvição de policiais que assassinaram um negro inocente. Citado em Mídia e Cidadania.
Slogan da revolta popular de afro-americanos em Los Angeles, 1993
167 – “A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”
SMITH, Adam (1723-1790) economista e filósofo escocês
168 – “Pouco mais é necessário para elevar um Estado do mais baixo nível de barbarismo ao mais elevado grau de opulência do que paz, impostos leves e uma razoável administração da justiça.”
SMITH, Adam (1723-1790) economista e filósofo escocês
169 – “Um comerciante tem receio de perder a sua reputação e é escrupuloso em observar cada relacionamento… pois a simples aparência de um logro poderia fazê-lo perder. Esses a quem chamamos de políticos não são os homens mais notáveis no mundo por sua probidade e pontualidade.”
SMITH, Adam (1723-1790) economista e filósofo escocês
170 – Os homens mantêm suas promessas quando nenhum dos lados pode obter algo por não cumprir o prometido.
Solon (638 – 558 a.C.) poeta e legislador grego
171 – “É estúpido deixar as decisões sobre economia àqueles que não pagarão preço algum por equivocar-se.”
SOWELL, Thomas
172 – “Nenhum grande avanço no destino da humanidade é possível sem que haja uma grande e fundamental mudança nos seus modos de pensar.”
STUART MILL, John (1806-1873 economista e filósofo inglês
173 – “Nenhum dano aos outros”
STUART-MILL, John (1806-1873) filósofo inglês
174 – “Se um cidadão invoca a cidadania em defesa de direitos, seus deveres não podem ser ignorados.”
T.H. Marshall
175 – “As leis abundam em Estados corruptos.”
Tácito
176 – ‘’ A democracia pode não eleger o melhor governo mas seguramente depõe os piores”
THATCHER, Margareth (1925) ex-política britânica, primeira-ministra de seu país de 1979 a 1990
177 – Se uma lei é injusta, um homem está não apenas certo em desobedecê-la, mas obrigado a fazê-lo.
Thomas Jefferson (1743 – 1826)
178 – “A liberdade da imprensa não faz sentir o seu poder apenas sobre as opiniões políticas, mas também sobre todas as opiniões dos homens. Não modifica somente as leis, mas os costumes (…) Amo-a pela consideração dos males que impede, mais ainda do que pelos bens que produz.”
TOCQUEVILLE, Alexis de – filósofo e historiador França, 1805-1859)
179 – “Uma nação que nada pede de seu governo além da preservação da ordem já está escravizada em seu coração”
TOCQUEVILLE, Alexis de (1805 – 1859) pensador e político francês
180 – “Usar US$ 420 bilhões em publicidade comercial para vender produtos ao redor do mundo, pouco se importando com o conteúdo ideológico ou de conscientização das massas sobre seus direitos de cidadania, é no mínimo muito pouca criatividade.”
TOSCANI, Oliviero (1942) fotógrafo e publicitário da Benetton em 1998
181 – “O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam”
TOYNBEE, Arnold (1889 – 1975) filósofo e historiador inglês
182 – “Se não se pode convencê-los, confunda-os.”
TRUMAN, Harry (1884-1970) presidente norte-americano
183 – “Justitia est constans et perpetua voluntas jus suum cuique tribuere” (Justiça é a vontade firme e permanente de dar a cada um o que lhe é de direito)
ULPIANO, jurista romano (150 – 225 d.C.)
184 – “Mais do que a educação, entendida como sistema de reprodução de conhecimento, devemos entender que a mídia, que é sistema de reprodução de valores, pode turbinar a educação.”
VASCONCELOS, Luiz Eduardo
185 – “Roubamos os ricos que roubam o Estado que rouba todos nós”
Versão moderna e cínica de Robin Hood do adágio “ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão”
Versão moderna e cínica de Robin Hood
186 – Não há poder maior que o de uma idéia cuja a hora chegou.
Victor Hugo (1802-1885)
187 – “É muito perigoso estar certo quando o governo está errado.”
VOLTAIRE (1694 – 1778) filósofo iluminista francês
188 – “A verdadeira administração da justiça é o pilar mais firme de um governo” inscrição do frontispício da sede da New York Court of Justice, tirada de uma carta de 1789
WASHINGTON, George (1732-1799) general e político norte-americano, tendo sido o primeiro Presidente dos Estados Unidos (1789-1797)
189 – “Quando os homens julgam possuir o segredo de uma organização social perfeita que torne o mal impossível, consideram também usar todos os meios, inclusive a violência e a mentira, para a realizar.”
WOJTYLA, Karol – Lublin, Polônia (1920 – 2005)
190 – “Somos um povo infantil”
ZIRALDO (1932) cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, escritor, desenhista e jornalista brasileiro